AVCB / CLCB – ELABORAÇÃO E ADEQUAÇÃO

AVCB / CLCB – ELABORAÇÃO E ADEQUAÇÃO

TESTES DE CONFIABILIDADE DO

SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO

 

OBJETIVO DA CONSULTORIA:

A Consultoria Cetbras Treinamentos Emergenciais, através de uma equipe multidisciplinar com proficiência na área, Bombeiros Profissionais Civis e Técnicos de Segurança do Trabalho, estarão verificando pontualmente as necessidades da edificação, e as comparando, conforme descrição dos Regulamentos de Segurança Contra Incêndios das Edificações e Áreas de Risco no Estado de São Paulo. Decreto 56819/2011 / 63.911/2018 e suas respectivas 45 Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo, ano 2018.

 

O AVCB:

Mais conhecido como Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, é expedido pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, sendo obrigatório em todos os tipos de edificação e deve ser renovado periodicamente.

 

O CLCB:

Mais conhecido como Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros é expedido pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, sendo obrigatório em todos os tipos de edificação e deve ser renovado periodicamente.

 

SOBRE A APLICAÇÃO:

As exigências de segurança previstas neste Regulamento se aplicam às edificações e áreas de risco no Estado de São Paulo, devendo ser observadas, em especial, por ocasião da:

I – construção de uma edificação ou área de risco;
II – reforma de uma edificação;
III – mudança de ocupação ou uso;
IV – ampliação de área construída;
V – aumento na altura da edificação;
VI – regularização das edificações ou áreas de risco.

 

PROCESSO DE VERIFICAÇÃO – AVALIAÇÃO PRÉVIA: 

Primeiro: Visita a edificação, com a finalidade de reconhecer detalhes:

  1. Observar, através de uma visão técnica, as condições e disposições dos Equipamentos de combate a incêndios, existentes na edificação e sua parte documental, sendo o nosso diferencial a realização de inspeções e testes operacionais,nos equipamentos de combate a incêndios:
  • Reservatórios;
  • Bombas de Incêndios;
  • Hidrantes;
  • Mangueiras;
  • Extintores;
  • Rotas de Desocupação;
  • Iluminação de Emergência;
  • Portas Corta Fogo;
  • Acionadores manuais;
  • Painéis de alarmes;
  • Áreas de risco;
  • Sistema SPDA, e outros específicos da atividade e ou complementares de cada edificação.

Segundo passo: Pesquisar, e Fundamentar as necessidades:

  1. De posse destas informações colhidas e memorizadas, in locoa equipe multidisciplinar, estará se reunindo e realizando um estudo prévio, detalhando cada assunto e os comparando com as Instruções Técnicas e Decreto, com a finalidade de confrontar as duas partes e evidenciando se a edificação está atendendo, totalmente ou parcialmente e se está em conformidade e o cumprimento da legislação descrita no Regulamento de Segurança Contra Incêndio. (OBS: Este documento NÃO é AVCB ou CLCB, ou documento que seja relacionado ao Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo).

Terceiro passo: Reconhecer as necessidades, Planejar e adequações.

  1. De posse deste documento (Parecer Técnico), o responsável pela edificação, tomara ciência, de como está atualmente sua edificação, perante as obrigatoriedades, Leis e Norma aplicáveis. Onde o mesmo poderá: Planejar, Executar, Disponibilizar tempo, Mensurar Recurso, verbas para possíveis compras de matérias, contratar empresas especificas na prestação de serviços, taxas e emolumentos do Corpo de Bombeiros e outros se necessário.(Este documento não substitui o AVCB ou CLCB).

Nota: O parecer técnico, emitido pela Cetbras Treinamentos Emergenciais, tem como finalidade, informar ao responsável pela edificação, das possíveis, necessidades,que foram levantadas durante a incursão técnica, da equipe multidisciplinar. Alertando o, orientando, sobre suas responsabilidades.

 

CONTINUIDADE E ACOMPANHAMENTOS DAS

IMPLANTAÇÕES E DAS NECESSIDADES

 

A Cetbras Treinamentos Emergenciais, também poderá prestar consultoria após o parecer técnico com a finalidade de acompanhar as implementações necessárias, ajustes, adequações, treinamentos, verificação de competência técnica dos prestadores de serviço, aquisição de materiais elétricos e hidráulicos e outros, conforme necessidades, sempre com o aval do responsável da edificação.